<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Monday, August 30, 2004

 
Existem cronistas que escrevem tal e qual estivessem falando. Aprecio essa atitude, afinal, crônica é isso: é conversa entre escritor e leitor. Mestre nessa arte era o saudoso Lalau ( porque eu já li tanta coisa dele, que me sinto íntima o suficiente pra chamar Stanislaw Ponte Preta de Lalau). A maneira como ele criava tipos e entabulava conversê com seu receptor era fenomenal. De uma genialidade de arrepiar cabelinhos da nuca. E sinto falta de sua naturalidade, da espontâneidade com a qual narrava fatos políticos, do ar de pompa que dava à historietas de Tia Zulmira, Primo Altamirando e Rosamundo, pobre Rosamundo.

Sim, é saudosismo de uma época que não vivi. De uma época em que gente como ele tinha colunas periódicas em jornais de grande circulação. Gostaria de ser uma Certinha do Lalau, embora tenha consciência de que não sou tão bem fornida assim. Hoje em dia abrimos o jornal e nos deparamos com gente que não tem talento nem pra engambelar a politicagem e arrancar uns trocados de verba federal pra fazer filminho meia-bomba e vive de criticar a tudo e a todos; gente sem um pingo de bom senso que fala de capivaras e de gatinhos cute-cute desaparecidos. Não, nem tudo está perdido, mas certamente trocaria uns 4 ou 5 colunistas por um único texto do Lalau e o resto da semana que ponham propaganda da Casa&Vídeo ou das Casas Bahia que não me importava.

Veríssimo, meu nego, porque me abandonaste? Por que me relegaste a apenas duas colunas, hein? João Ubaldo, cadê você? Joaquim, some não, filho, mesmo se embolando e falando de coisas que não conheço prefiro tuas crônicas à colunhinha de futilidades diária ( e olha que eu gosto de futilidades).

Sei não, mas cada dia tenho mais certeza de que nasci no tempo errado.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:30 PM