<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Sunday, October 08, 2006

 
Eu vejo um monte de pessoas fazendo coisas qeu eu queria ter feito há anos atrás e posterguei até atingir esse insustentável que está hoje. E, sei lá, parece que a resposta veio assim, do nada: eu não tinha tido coragem até hoje. (Hoje num sentido de tempo atual). Eu tinha medo (ainda tenho, na verdade, mas , como dito antes, cansei desse medo e vou enfrentá-lo) de fazer essas coisas todas, porque na verdade, eu sou uma cagona e tenho pavor de pensar que eu posso ser feliz. Assim, feliz pra valer.

E eu postergava tudo na minha vida por um sonho que eu meio que dizia ser impossível, mas que não era porra nenhuma. Nunca foi. Era só medinho, era não saber o que me aguarda, de conseguir fazer algo que me realizasse. Porque sentar e reclamar é cômodo, é fácil e é seguro. Pois que eu enchi dessa pseudo segurança, de ficar esperando que minha vida comece e que eu sinta algo além desse vazio e dessa insegurança toda.

Então eu decidi tomar as rédeas das situações e arregaçar as maguinhas pra perseguir o que eu quero. O único arrependimento é de não ter tido essa coragem anos atrás, de não ter me mexido desse jeito quando eu ainda via o mundo cheio de possibilidades. Quer dizer, não tão arrependimento porque eu vivi coisas boas (e ruins das que formam caráter) nesse tempo em que eu procrastinei a minha vida. Fiz amigos maravilhosos, me fodi, caí no chão e me levantei, fiz escolhas certas, erradas e decidi parar com o ´´e se´´ eterno.

É um novo dia, é sempre um novo começo. Mas com objetivos novos, com vontades diversas e, principalmente, perseguindo as mudanças que sempre quis e sabendo que, dessa vez, eu vou fazer acontecer.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:19 PM