<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Wednesday, December 27, 2006

 
Eu tenho um grande problema com -ismos. Feminismo, machismo, comunismo, radicalismo. Veja bem, você pode ser qualquer um deles ou mais de um em qualquer combinação. Você paga as suas contas e eu não tenho nada com isso. Mas eu não gosto. Acho chato. Especialmente o feminismo de boutique.

Porque tem aquela mulerada que acha que "lutar por uma causa de mulher" é odiar os homens, queimar sutiã, se "machificar". Desculpa, não funciona pra mim. Até mesmo porque, essa mocinhas que juram estarem lutando por direitos meus, seus e das amiguinhas se esqueceram de dar escolhas a todas nós. É feio, hoje em dia, se uma menina da minha idade, estudadinha, inteligente, culta e bem vestida disser que gostaria mesmo é de cuidar de marido e filhos. Não pode, porque AH, TANTA GENTE LUTOU PRA VOCÊ PODER VOTAR, TRABALHAR FORA, EQUIPARAÇÃO DE SALÁRIOS e aquele conversê chato de gente radical.

Eu não conheço muito de feminismo, mas eu achava que era uma coisa pela dignidade e não pra forçar a mulher a ser uma executiva bem sucedida se tudo que ela quer é uma casa no camop e ver as crianças crescendo. E se não for isso, deveria. Deveria ser algo pró escolha, seja ela qual for. Principalmente, pelo fato de porque você quer ser executiva bem sucedida e abrir mão de várias coisas em nome da sua carreira, não pode esperar que todas sejam assim. E que se você, executiva, resolver dedicar apenas 8 horas do seu dia para sua empresa, não pode esperar as mesmas promoções e benefícios de quem está dedicando 10, 12, 16 horas - seja esse quem homem ou mulher. É uma questão de justiça, diria até bom senso. Porque é muito, muito, muito fácil fazer pouquíssimo e exigir um mundo em troca em nome de uma ieologia que nem pode ser sua, mas que você está usando como bengalinha.

E tem outra coisa que me incomoda um pouco: a vitimização. Mas isso é uma coisa de radicais mesmo, então nem entra na discussão. Pode prestar atenção: todo radical (e aí entram até os de futebol ah, o juiz roubou contra a gemte, mimimi) se vitimiza o tempo todo. Noção é algo que não existe no mundo deles. Aí eu só faço cara de nojinho, peço mais uma cerveja e acendo um cigarro, porque não dá pra manter nenhuma discussão racional.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 8:44 AM