<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Thursday, February 08, 2007

 
Da preguiça de aniversário. Ou estou monotemática sim, fodas, my blog, my rules.

Eu gostava de aniversários até uns 3, 4 anos atrás. Ano passado ainda dei uma comemoradinha, mas já não era com a mesma empolgação de 2002, por exemplo. A percepção de ter virado adulta deve ter chegado junto com a leve sensação de um certo fracasso (em vários sentidos, mas não cabe aqui) e me tirou a animação de que, yo, menos um to go. É chato isso, porque - assim como no Natal - parece que rola uma certa obrigação em estar feliz no seu aniversário, afinal, blablablafodace.

Não penso assim. Acho que aniversário é aquele dia em que você simplesmente deixa a pessoa em paz pra pensar na vida. Pra fazer o que quiser e pra deixá-la livre de todas as amarras sociais. Tiöp, se eu quisesse andar pelada. tava maneiro. O policial poderia até me parar, mas aí eu mostrava a identidade e ele conferia que era meu avinersário e me deixava ir, elogiando a derriére. Ou se eu quisesse, simplesmente, vir trabalhar de peruca, ninguém poderia rir, olhar torto e nem fazer qualquer comentário. Liberou geral, é meu aniversário. Vai ver é por isso que eu fico implicada com essa obrigação de passar "em família". Pra quê? Sério, eu gosto deles, mas esse deveria ser um dia meu. E eu não deveria passá-lo ouvindo as imbecilidades de uns e outros. E nem aturando babaquicezinha de quem quer que seja. Porque eu valho muito (*joga a cabela L'Oreal style*).

Enfim, é mais complicado e menos divertido, mas eu já me exponho demais aqui pra entrar em todos os méritos de tempo perdido. Sei lá, mais perto de aniversários começa aquele lance de repensar vida, objetivos etc e tal. Mais ou menos como é a virada de ano pras pessoas comuns, essa deprêzinha de mais uma ano foi. Um pouco spirit, mas sobrevivendo.

E, retrospectivando e andando, foi um ano até direitinho. Sem grandes realizações, sem grandes frustrações, sem grandes paixões. Tudo ali, na média, morninho, comida requentada no microondas, figuração de malhação. Mas respirando e vivendo um dia depois do outro. Esperando menos, falando menos, expondo menos a minha figura na medina. Porém mais calma, mais zen, dando mais valor às pessoas e coisas que importam de verdade.

E, curiosamente, esse meu ano novo começa com a sensação de estar incrivelmente velha e terrivelmente adolescente. Não que seja ruim, mas não é bom. Sei lá, apenas é. E vou junto, segurando as expectativas.

Enfim, desculpa o transtorno, esse ser humano está em manutenção para seu conforto.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 9:21 AM