<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Thursday, January 31, 2008

 
De salto alto e maquiagem: o futebol acontecendo para as mulheres

A maioria dos meninos já nasce gostando de futebol, a maioria das meninas que gosta de futebol, aprende a apreciar com o tempo. É a mesma relação da maioria das pessoas com cerveja: quando se é criança, jura-se que jamais-imagina-o-que-é-isso beberá um copo, mas chega a adolescência e cerveja vira o hit das festinhas.

Meninas só começam a perceber o futebol como uma coisa divertida por volta dos 12, 13 anos. Até essa idade, não importa o quanto a família seja fanática e torcedora, o esporte é aquela coisa chata que o pessoal de casa faz algumas vezes por semana. Time? Ah, eu sou *insira aqui adjetivo clubístico* porque o pessoal em casa é isso. Não importa levar a jogo desde sempre, lavagem mental não surtirá efeito. Meninas dificilmente nascerão com o gen do futebol como a maioria dos meninos nasce. Deve estar relacionado ao cromossoma Y.

Para nós, o futebol é como aquele vizinho bonitinho com quem a gente começa a namorar e nunca mais separa. Ele esteve ali sempre, mas só é notado com uma certa idade. E, aí, vamos lá tentar conhecer melhor só pra se apaixonar perdidamente e nunca mais conseguir se separar. Não é uma necessidade, é paixão mesmo; e todo mundo sabe que paixão nenhuma começa aos, sei lá, 5 anos de idade. É preciso tempo, conhecimento profundo e uma paquera longa até que a paixão enfie o pé na porta e faça com que a gente se entregue sem amarras.

Presentear uma menina de 8 anos com qualquer coisa relativa a futebol que não boneca, assesórios para bonecas, patins, ou qualquer outra coisa infantil-da-moda não só é um gasto de dinheiro burro como é decepcionante. Oras, imagine que aquela gracinha de menina, com uns 6 anos de idade, te pediu uma boneca que ri, chora, fala mã-mã e movimenta os bracinhos, só que ao invés de comprar essa, você, torcedor-e-pai, compra um desses, afinal, boneco é tudo igual. Não só essa menina morreu para o futebol, como também odiará qualquer coisa relacionada. E, certamente ficará sem falar contigo alguns dias, porque estará chorando no quarto. O tempo passou, ela fez 10 anos e pediu a casa da Barbie e você, ainda no afã da torcida, a presenteia com isso. Ela vai ficar duplamente triste. Primeiro porque não é a da Barbie; segundo porque nenhuma boneca que ela possua tem as medidas para que o presente seja, ao menos, brincável.

Um menino não se importaria de ganhar uma coisa similar ao pedido do time. Muitíssimo pelo contrário, exibiria todo prosa aos amigos e brincaria até que não mais fosse possível. Por que? Porque ele já nasceu amando futebol. Ele já nasceu torcedor. E porque ele sabe a escalação do time de cor e salteado, enquanto a menina só sabe a coreografia inteira da música do programa infantil da moda. E mesmo que ela venha a se apaixonar perdidamente pelo esporte bretão, dificilmente saberá a escalação atual do time, não insista.

Existem, sim, mulheres verdadeiramente apaixonadas por futebol. Muitas inclusive. Só é preciso entender que funciona diferente desde cedo e por toda a vida. A nossa visão jamais será como a deles, mas a paixão é a mesma.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:42 PM