<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Thursday, December 30, 2004

 
Teve tsunami, nego se fodeu grandão. Do outro lado do mundo. Entenderam? Ásia, cara, depois do oriente médio, perto da Austrália, longe, muito longe. Foi uma desgraça de proporções gigantescas, o maior acidente já visto pela humanidade coisa tal, mas essa comoção toda vinda de um país fodido feito o Brasil não procede.

Bicho, tá foda de arrumar comida pros necessitados daqui e eu leio que tem gente mandando 30 toneladas de alimentos pra lá. Ajudar é uma coisa bonita, mas descobrir um santo pra cobrir outro não faz sentido. Essas 30 toneladas que vão pra Ásia poderia ir pro Nordeste e pra um monte de gente que ficou desabrigada nessas chuvas sem noção do início do mês. Isso, só pra falar no mundaréu de comida que vai pra lá. Agora me diz uma coisa: aquele povo come arroz, feijão e fubá? Ou esse tipo de comida pode ficar por aqui?

Sabe, ajudar é pra quem pode, tipo Finlândia, Noruega, Suíça, Suécia, Holanda. Lá, simn, eles têm poucos problemas, as pessoas se suicidam por tédio, não tem gente passando fome de verdade, feito aqui. O foda é que nego não para pra pensar que essas coisas sendo mandadas pra lá, farão falta aqui.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 2:59 PM



Wednesday, December 29, 2004

 
Essa coisa de escrever e publicar dá toda uma dimensão ao esquema diarinho. Hoje memso eu me peguei lendo o meu, em papel, antigo pacas, infinitamente péla. Porque quando ninguém vai ler, não é preciso cuidado, capricho, escolha de palavras e firulas afins. E quando se escreve num local pretesamente público, a gente acaba dialogando consigo mesmo e descobrindo/percebendo coisas que nunca nos haviam ocorrido. Acho que é por isso que eu escrevo e publico: self therapy.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:59 AM




 
Uma nova Greta surgirá ano que vem. E ela usará franja. Não por vonta própria, mas porque o cabelo fez o favor de quebrar e a única forma minimamente decente de consertar a merda é fazer a porra franja. Meu cabelo está muito cagado e caindo num ritmo quimioterápico. Se eu tivesse uma câmera digital, mostrava. Enfim, o cabelo será cortado e ganhará uma franja e a tinta já foi retocada.

Além disso, a Greta 2005 terá metas, coisa que há muito tempo essa aqui não tem. Não é uma resolução de ano novo, é uma meta. Trabalhar duro para fazer algo. É isso que as pessoas grandes fazem, não? Chega de me esconder, chega de finjir que eu não ligo. Porque eu ligo, porque eu me importo e porque eu quero ser vista.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:54 AM



Monday, December 27, 2004

 
Acho interessantíssima essa coisa de associar diversão e "vida saudável". Do jeito que nossos amigos publicitários colocam as coisas parece que só se diverte quem entra em "contato com a natureza", com o "seu eu interior" e mais um monte de baboseiras new age que ninguém merece.

Na boa, eu não me sentiria nada feliz nem divertida acampando, por exemplo. Aquele monte mato, aquela falta de conforto. Porra, eu não me divertiria num lugar onde banheiro é coletivo, banho quente é com fila e hora marcada, dormir em chão duro e se chover, fica-se completamente encharcado. Sinceramente, isso é visão do inferno pra mim e nem estou comentando aqueles acampamentos de praia, onde a ordem é ficar à milanesa ou sobre os mosquitos que adoram se alimentar do sangue de pobres mocinhas indefesas.

Tem a coisa do "pratique esporte". Não é que eu seja pró-sedentarismo (bom, eu sou, mas não é esse o ponto), o fato é: se você pratica esporte e se sente bem, hurray! Se pratica e acha que todos deveriam fazer também, porque esporte é vida, woohoo, vai correr, levantar peso, pedalar, remar, surfar, nadar, *insira aqui seu esporte* pra bem longe de mim. Porque eu não necessito me sentir saudável para ser feliz. Aliás, eu me sinto bem mais divertida quando estou fazendo coisas nada saudáveis, tipo enchendo meu sistema de alcoólicos, meus pulmões de fumaça e minhas veias de colesterol.

O que me deixa meio irritada mesmo é essa coisa de vender determinadas posturas como certas, legais, maravilhosas e quem não adota é bobo, feio e lagartixa. Acho que a humanidade evoluiu o suficiente pra me deixar fazer o que eu quero em paz, desde que eu não moleste ninguém. O problema é que nego surta nessas trips e acaba sobrando pra quem está quieto, sendo pouco salutar no seu próprio canto.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 9:21 PM




 
Um dia eu vou morar sozinha e meu natal será cheio de bebidas baratas, cigarros, junkie food e música alta. Talvez algum sexo bem gritado pra chocar vizinhos que reclamarão e eu, qualquer coisa de porre, responderei de volta: Virgem Maria é o cacete, só se faz filho trepando, e é isso que tou tentando aqui, ô mal amada! Porque são sempre as mulheres que reclamam de barulho de sexo. Pudor besta, como se só homem gostasse de uma trepada gritada.

Sim, amigos passarão pela minha casa, mas sem desejar nada dessas coisas de fim de ano. A gente vai se desejar muita privacidade, dinheiro, sexo e saúde pra poder beber loucamente sem o medo da cirrose. Ao invés de amigo oculto, será inimigo e todos rirão. Decoração? Não, obrigada.

Apenas bebibas baratas, comidas rápidas e muita besteira sendo dita ao longo da noite.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:21 PM



Thursday, December 23, 2004

 
Greta, você vai desejar feliz natal pra galera?

Não. Eu não gosto de natal e tou desanimada até dizer chega, pode ser minha doencinha ou só o deânimo comum de fim de ano. Enfim, a menos que seja estritamente necessário ( tipo família) eu não abro a boca pra desejar nada a ninguém. Passem outra hora.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 9:50 PM



Friday, December 17, 2004

 
Essa é uma coisa que está na minha cabeça há tempos, mas só agora eu elaborei melhor: pessoas feias não podem ser pélas. Não é preconceito nem fascismo, é fato. Na boa, se uma pessoa não tem "embalagem" bonita, tem que ter algo a oferecer se quiser manter um convívio social divertido.

Veja o caso dos bebês, por exemplo, eles são fofinhos e bochechudos e lindos porque são chatos. Ou alguém acha choro de bebê uma delícia e que limpar fralda e bunda é a melhor ocupação do mundo? Quanto mais fofo o bebê, mais chato ele é, mais irritante é o choro, mais ele vai cagar e quando você for trocar, ele vai mijar na tua cara. Mas aí, depois de limpo ele abre aquela boquinha cheia de coisa nenhuma num sorriso e fica tudo bem. Você se derrete e ele tá safo.

Imagine a cena: eu estou lá, toda gata na buátchi e chega uma criatura linda. No meu caso um puta ruivão maravilhoso de quase 2 metros de altura, de ombros largos e barba de dois dias por fazer. Oi-tudo-bem-tá-boa-bonita e que tais, a gente se pega, faz paredinha, aquela coisa toda. O moço abre a boca e é uma desgraceira, mas na boa, eu não quero constituir família, qualquer coisa eu dou o telefone errado e é isso aí. Agora imagina um cidadão horroroso, tipo muito feio mesmo, e com conteúdo semelhante ao do meu viking-burrinho, eu não vou pegar. O cara não serve pra olhar e nem pra conversar, o que eu vou fazer com ele?

Sabe, não dá pra aturar gente chata, assim como não dá pra exibir gente feia. Portanto, se você é horrendo, seja interessante na mesma proporção. Porque nem todas as pessoas podem ser lindas e interessantes, mas as feia têm a obrigação de não ser pélas.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:10 PM



Wednesday, December 15, 2004

 
Ela se atacou de novo. Na boa, se ela soubesse o poder de devastação que causa no meu humor, certamente seria diferente. Para melhor ou pior, mas essa indecisão, essa coisa de não saber como ela está me estressa. Parece que estou sempre pisando em ovos aqui.

Às vezes está tudo lindo, noutras está doentio. Tipo essa semana, está O inferno aqui. Todas as minhas ações estão erradas. Se eu socializo tomo patada, se me isolo tomo esporro em cima de esporro.

Eu quero fugir.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:07 PM



Saturday, December 11, 2004

 
Eu estou cansada.

Da indecisão, da apatia, da falta de perspectiva, das reclamações e até das diversões ando cansada. Ninguém pede para nascer, mas poderíamos nos aposentar da vida. Devis existir essa opção. A de ir até um guichê e dizer: "olha, queridão, eu já vivi 25 anos, quase. Nunca tirei férias de mim mesma e estou cansada dessa merda toda. Rola de me aposentar aí, gato?"

E aí pronto, acabou.

Sabe, às vezes eu me sinto meio Shadow, eu queria ser julgada e ter o direito de escolher e optar por nada. Eu quero descanso e descaso. Não quero obrigações, não quero obrigar, não quero fingir e não quero sorrir pra não incomodar nignuém.

Moço, volta aqui! Como assim acabou o expediente? Eu não posso voltar amanhã, não. E se acontece algo que revira meu mundo e eu desisto disso tudo? E se o tédio me pegar antes? Não, moço, me deixa sair daqui com tudo resolvido!
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:59 PM



Tuesday, December 07, 2004

 
Travesseiro dos meus braços, só não faz se não quiser...
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:28 PM



Thursday, December 02, 2004

 
- 4 pares de óculos escuros;
- 2 cervejas;
- 4 cigarros;
- Xampu e condicionador;
- Creme de massagem;
- 3 lixas de unhas, 1 lixa de pé, 1 tesourinha dobrável, 3 paus de laranjeira;
- Tinta de cabelo;
- Meio litro de mate com limão e um folhado.

E quem disse que não dá pra ser feliz com pouco.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:16 PM