<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Sunday, January 30, 2005

 
Eu estava pensando hoje no ônibus sobre as reportagens sobre gordinhos e auto-estima que são feitas e sobre papos que já ouvi. É sempre aquela mesma lenga-lenga: as gordinhas são mais sorridentes, mais simpáticas do que as magras que estão sempre mal humoradas porque vivem de dieta. Na boa? Se fuder. Eu sou magra e sou muito feliz. Quero ver essa simpatia toda na experimentar o gg daquela calça fodona e ele não passar das coxas. Quero ver essa alegria não conseguindo vestir roupas que se curte porque não fabricam no seu tamanho.

É muito bonito dizer isso na frente da TV. Não estou conjecturando que não exista esse tipo de pessoa, mas ser feliz e simpático o tempo todo é polianice demais pra minha cabeça. Como ser humano, tem horas em que a irritação ou o mau humor ou um outro sentimento qualquer não-positivo vai sobressair e aí nem pessoas magras nem gordas conseguem manter a simpatia.

E, sinceramente, eu nunca vi gente magra fazendo dieta. Só gente gorda.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:05 PM



Saturday, January 29, 2005

 
Por isso é legal sofrer em espanhol...


Abrázame
Y no me digas nada, sólo abrázame
Me basta tu mirada para comprender
que tú te iras.

Abrázame
Como si fuera ahora la primera vez
Como si me quisieras hoy igual que ayer
Abrázame.

Si tú te vas
Te olvidarás que un día hace tiempo ya
Cuando éramos aun niños me empezaste a amar
Y yo te dí mi vida, si te vas.

Si tú te vas
Ya nada será nuestros tú te llevarás
En un solo momento una eternidad
Me quedaré sin nada, si te vas.

Abrázame
Y no me digas nada, sólo abrázame
No quiero que te vayas pero sé muy bien
que tú te irás

Abrázame
como si fuera ahora la primera vez,
como si me quisieras hoy igual que ayer
Abrázame...

Si tú te vas
me quedará el silencio para conversar,
la sombra de tu cuerpo y la soledad
serán mis compañeras, si te vas.

Si tú te vas
Se irá contigo el tiempo y mi mejor edad
Te seguiré queriendo cada día más
Esperaré a que vuelvas, si te vas.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:40 PM




 
So kiss me...

Engraçado como brasileiros têm uma forma diferente de beijar. Só me dei conta disso esses dias. Talvez seja o costume adquirido de só beijar brasileiros durante bastante tempo, mas nós beijamos diferente.

Todo o corpo está envolvido no nosso ato de beijar: as mãos acariciam, os torsos se procuram, os sexos tentam se encaixar, como que ensaiando o ato sexual, as pernas se esfregam ou se entrelaçam e , algumas vezes, há abraços que se apertam e se soltam de acordo com os comandos recebidos. Europeus beijam só com a boca ( e tudo mais que ela envolve). É só isso: dois pares de lábios, duas línguas. Não é que seja ruim. eplo contrário, mas me faz falta o contato, a procura, o desejo não-tão-velado-assim que se revela no beijo ao qual me acostumei. E, deixando ahipocrisia de lado, eu gosto de ser desejada, me agrada sentir que o sujeito a quem estou entregando meu lábios deseja todo o conjunto da obra, que ele sente curiosidade em saber o que os tecidos escondem, em descobrir as carnes que moldam as roupas, em explorar o território desconhecido do meu corpo.

Beijar é um ato de entrega. Estou ali, de olhos fechados, respirando na face dele, sentido a respiração dele na minha e o gosto dele nos meus lábios. Se eu pudesse escolher uma forma de morrer (depois de hipotermia), certamente seria em um beijo doce, quente, carregado de volúpia e que me percorresse o corpo todo, causando calafrios e calores. E, assim, minha vida se esvaria e eu ficaria deitada, com a certeza de que me fui de forma calma e sendo desejada, mesmo que o desejo todo se fosse ao fim do beijo, junto com quem me beijou.

Além do mais, eu sou uma pessoa que gosta de carinho, que gosta de toque. É uma sensação deliciosa andar de mãos dadas ou fazer uma carícia furtiva e despretensiosa porque sim. Isso é algo que sinto falta nos europeus. Será que eles dormem de conchinha depois da trepada? Será que eles curtem preliminares? Qual é a dessa gente. Pois então que depoisde anos de estrada, e muitas nacionalidades na bagagem, essa pergunta vem me perseguir, me atormentar, quase que me empurrando para a cama do primeiro sujeito nascido e criado no velho continente, em nome da ciência, que fique claro.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:35 AM



Friday, January 28, 2005

 
Eu pensei em fazer um diário de viagemn, mas esqueci o caderno, então não sei como preencher esse espaço. Talvez falando mal dos argentinos e bem de Buenos Aires. Porque lá é tipo uma São Paulo melhorada. A arquiterua é linda e , aparentemente, tem mais coisas para se fazer a noite do que aqui. Sinceramente? Aquilo lá com poucos argentinos seria o paraíso.

Refleti bastante hoje e me dei conta de que voltar á piranhagem é uma opção interessante. Chato é que a maioria absoluta dos meus amigos é composta por casais. Se sair para caçar em grupo já é algo chato, imagina sozinha. Tudo bem que eu sou piranha, mas ainda não cobro pelos meus serviços. Essa coisa de ficar com um aqui, outro ali me deixa meio carente e apegada demais aos rapazes. Bons tempos em que eu era mais descarada, viu.

Acho que é isso. Estou de volta.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:26 AM



Saturday, January 15, 2005

 
Sabe, eu cansei de ensinar nego a ser gente. Na boa, eu não peço muito, só coerência. Se diz que quer ser meu amigo, aja como se já o fosse, não é me adicionar porque eu disse. Não é se desculpar pelas merdas que já fez só porque eu reclamei. Não é reconhecer o erro porque EU apontei. Se você é incapaz de se portar da maneira que adora bravatear, não bravateia que fica feio. Eu gastei muito tempo te mostrando que você simplesmente não sabe o que quer ou não sabe como demonstrar o que você sente. Meu saco encheu, minha paciência se esgotou e , cá entre nós, isso não é mais problema meu. Você é uma pessoa inteligente, já deveria ter aprendido a se portar de acordo com o que você fala. Se você não sabe ser amigo, eu não vou te ensinar. Só te peço que não me perturbe mais.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:26 PM




 
Meus amigos me chama de Piranha. Ou Piranhona. Eu acho muito divertido e algumas vezes bem que gostaria de estar assim, piranha. Mas eu estou péla e a culpa é só minha. Então que eu vou ali fazer um cruzeiro e já volto. De repente eu volto uma pessoa maneira, cheia de disposição e piranha, que é o mais importante.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:57 PM



Monday, January 10, 2005

 
Músicas para conquistar Mademoiselle Garbo ou Sendo péla sim e daí? - I

Every night I pray, I' ll have you here someday
I' ll count the stars tonight, and hope with all my might
And when I close my eyes, you' ll be right by my side
If I could only have one wish, you' d be the girl whose lips I' d kiss
All my only dreams
And when I close my eyes, you' ll be right by my side
If I could have just one request, stay with me girl, I confess
All my only dreams
Any waking hour it seems
I only have you in my dreams
So every night I pray, I' ll have you here one day
I' ll count the stars tonight, and hope with all my might
And when I close my eyes, you' ll be right by my side
If I could have just one request, stay with me girl, I confess
All my only dreams
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 8:29 PM



Friday, January 07, 2005

 
Eu queria uma viagem internacional. Passar que fossem 2 semanas longe disso tudo. Óquei, eu sei que problema a gente carrega junto, mas colocar algumas coisas on hold por algum tempo seria de imensa utilidade pra mim. E tem aquela coisa de as pessoas sentirem saudades e afins. Pelo menos os de casa eu gostaria que sentissem a minha falta e valorizassem uma qualquer coisa da minha presença.

O problema é que deep inside eu sei que dificilmente voltaria se me fosse dada a chance de escapar. Mais ou menos como acontece com crianças que ficams em supervisão 2 segundos: desaparecem e vaõ fazer outra coisa. Arrumei uma desculpa perfeita: faculdade no exterior. Mas onde tenho hospedagem não tenho curso. O horror.

Murphy poderia me ajudar nessa, mas para quê?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:52 AM