<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Thursday, April 27, 2006

 
É tanto troço que eu nem saberia por onde começar. Mas é que nem desembolar novelo: você procura uma ponta e , devagarinho, vai desfazendo o nó. Luxo.

Fato é que eu aprendi com a vida que consideração não é algo que se possa pedir. Ou as pessoas terão, ou não. E nenhum grupo de amigos é obrigado a estar junto o tempo todo. Eu não vou dizer que acho legal quando eu sei que vários amigos meus saíram juntos e não me chamaram por qualquer razão que seja. Fico chateada, triste, até magoada, mas não é um direito meu chegar lá e cobrar, não é certo impor a minha presença.

(E antes que você aí pense que eu estou me vitimizando e/ou posando de pessoa melhor, não é nada disso. Eu acredito realmente em tudo que eu disse e não sou superior o suficiente pra não ficar magoada. E não estou pronta pra ouvir que algumas pessoas n]ao me querem por perto, pura covardia, como você pode notar.)

Eu já comentei sobre isso com algumas pessoas esses dias, mas não está suficiente. Especialmente porque eu preciso falar sem ser interrompida. Vomitar tudinho sem contestações. Fala sozinha mesmo, pra desanuviar a mente.

Já faz algum muito tempo que e tenho notado esse tipo de atitude das pessoas em relação à minha presença. E até meio que afastei. Mas aí coisas acontecem e eu acabo voltando a freqüentar o mesmo grupo etc etc etc. Só que dessa vez está mais complicado pra mim. Porque eu realmente não sei se quero me esforçar pra estar perto de quem não me quer por perto. E todos dizem isso tem que ser conversado e eu me pergunto: porra, conversar o quê? Porque como eu já disse lá em cima eu não tenho estrutura emocional pra tomar na lata que não me querem por perto. Seja lá qual for a razão, eu não quero ser rejeitada, não preciso disso. Não agora.

Outro brilhante conselho é que eu deveria tentar pelo menos por uma pessoa. E aí eu pergunto: por que EU tenho que tentar? Porque eu não vi ninguém tentando comigo, sabe? Eu fui deixada de lado e foi isso. De onde eu estou, parece ter sido mais fácil fazer isso. Então por que raios eu não posso pegar a estrada mais tranqüila e simplesmente me afastar?

Porque é muito fácil nego dizer aaaah, você só sai com grupoX , mas não é notar que eu só estou saindo com esse grupo porque fui buscar a companhia que estava me faltando com essas pessoas. Fui procurar uma atenção - o que é bem diferente de ser o centro das atenções, que fique claro - onde ela me tinha sido negada. E não acho isso feio, nem imoral. E nem que ´´precise ser conversado´´, o que nos leva lá pra cima de novo: consideração não se cobra, muito menos se pede.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:08 PM




 
Quando a gente é pequeno acha que vai gostar de alguém, que esse vai gostar de volta e seremos felizes pra sempre. Aí a gente cresce, descobre qu não é assim e vai escrever um blógue.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 9:58 PM



Thursday, April 20, 2006

 
7:30 da manhã. Eu, meus óculos, o coletivo. Na calçada, um rapaz de bicicleta. Ele dá umas pedaladas mais violentas e pula com a bike. Fierce e motocross. Nao satisfeito, ele ergue os braços enquanto ainda pedala e faz uma dancinha. Eu sorrio e penso que gostaria de ser feliz assim as 7:30 da manhã.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 2:34 PM



Sunday, April 09, 2006

 
Nanowhat?

Deu no slashdot:

westcoaster004 writes "Chemical and Engineering News is reporting what appears to be 'the first recall of a nanotechnology-based product' due to health risks associated with it. The recall of 'Magic Nano' spray, which is for use on glass and ceramic surfaces to make them repel dirt and water, comes after at least 77 people in Germany contacted regional poison control centers after experiencing illness after using the product. The German Federal Institute for Risk Assessment has also issued a warning." Relatedly dolphin558 writes "There is an interesting story in the Washington Post on the unknown dangers facing employees of nanotechnology firms. The jury is still out on whether traditional HAZMAT safeguards are suitable when handling nanomaterials, many of which can be harmful. Research into potential workplace hazards is beginning to ramp up as the industry and government become more aware of this issue."

Agora eu comento:
Eu nunca acreditei em nanolances. Aliás, nanotecnologia e inteligência artificial me dão medo. Muita pânica MESMO. Por motivos similares: eu não confio em coisas que eu não posso ligar e/ou desligar ao meu bel-prazer.

Nanochips associados à área de saúde me assustam, principalmente porque a idéia é colocar os bichinhos dentro de pessoas e deixar que eles façam o trabalho. Mas nem fodendo gostoso.

E inteligência artificial é meio auto-explicativo. E se os robôs se rebelam? E se eles resolvem que a humanidade não passa de um bando de parasitas? E o pior: se eles todos se parecerem com o Robin Williams? Sei lá, eu acho que poderia viver num mundo cheio de Hugo Weavings. Especialmente porque eu acho que teria assunto com ele tanto vestidinho de Elrond ou como em Priscilla. Mas um mondo com uma porrada de Robin Williams? Imagina se eles vêm todos programados com Patch Addams? Ou aquele Jack? Eu não seria feliz.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:18 PM



Wednesday, April 05, 2006

 
O Jim é um cara sagaz. Ele sabe que a internet é frequentada por desocupados e comentou com a namorada que qualquer site poderia ter milhões de visitantes, simplesmente porque as pessoas estão entediadas. (E eu concordo com ele). A esperta disse que ele é um idiota e fez uma aposta: ele faria um site e se conseguisse 2 milhões de visitantes, ela daria de presente a ele um menáge com outra garota. Se ele não conseguir, assumirá que é um idiota.

E daí, vocês perguntam, né? E eu respondo: Geral indo agora e ajudando o Jim a vencer. Só pra mulerada aprender a engolir essa mania besta de achar que está certa sempre. E também pra provar que, sim, a internet está cheia de gente entediada.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:36 PM



Monday, April 03, 2006

 
Então que tem o curso e está acabando e eu preciso muito estudar. Até tou estudando, mas rola uma preguiça e uma falta de vontade de política. Eu queria mesmo era dormir e só acordar com tudo resolvido. Acho muito chata essa coisa de crescer e precisar ter uma opinião sobre tudo.

Enfim, falando em opinião, eu li um pedaço da crônica da Lya Luft na Veja, né? Aí que ela disse que somos todos culpados por conta do lance do documentário do MV Bill. E eu fico pensando que é muito fácil culpar a sociedade, porque é uma coisa que não é palpável, você não pode colocar a sociedade no banco dos réus ou na cadeia. Nao gosto dessa coisa de ´´a culpa é da sociedade´´. Se fosse assim, TODO mundo que mora em favea tinha caído pro crime e não é assim que as coisas funcionam. Aliás, eu convivi com muita gente que morava em favela durante muito tempo pra saber que a culpa não é só da sociedade. Na verdade, eu quero minha isenção nisso, afinal eu pago impostos, não dou dinheiro à indústria do tráfico (até dou pra indústria do tabaco, mas isso está dentro da legalidade) e acho um absurdo carregar uma cruz que não é minha.

Eu também queria ser mais profunda e levar algumas discussões mais a sério, mas simplesmente não dá. Então eu vou ali, voltar pra minha concha, tá?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:40 PM