<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Saturday, July 30, 2005

 
Acende um cigarro. E outro. E outro. E outro. Talvez eu esteja fumando demais, mas dane-se! É a minha vida e eu ainda sou jovem e posso me permitir esses pequenos luxos. Queria um café, uma cerveja, um vinho a dois, mas ao invés disso, tem uma tela em branco, uma Tv ligada e um nó na garganta.

Olha pra estante cheia de memórias, pro chão cheio de coisas, pra uma carta esquecida no meio de um monte de papéis. Pela janela vê apenas as luzes da rua, a cidade aos seus pés parece dormir tranqüila, os carros passam um pouco sem pressa, como se chegar ao destino não fosse tão importante. Sempre gostou mais das madrugadas.

A saia longa a faz parecer com uma dessas meninas de dce, mas os chinelos cor-de-rosa com a palavra "Princess" e uma coroa bordados - presente de um ex-caso brega que adorava a chama de "minha princesa", era um canalha, mas, deus, como era gostoso! - colocam uma sobra de sorriso em seus lábios. Passeia com os dedos pelo teclado. Dedos esses que usa para tirar os cachos do rosto e prendê-los atrás da orelha.

Suspira. Pensa. Caminhava entre os astros distraída. De quem é isso mesmo? Alguém já escreveu isso antes? É uma imagem bonita, eu queria ser musa de alguém... Se distrai com algum comercial. Suspiro. Leva a caneca aos lábios. Balança a cabeça, como se quisesse afugentar maus pensamentos. O recreio acabou. Outro cigarro. Comida. Um monte de palavras nas quais não acredita, mas que fazem parte de seu trabalho, daquilo que sempre quis ser.

Deseja. Espera. Sonha. Sublima. Abaixa e levanta os olhos. Casablanca. Nós sempre teremos Paris. Queria ter uma Paris só sua, nem que fosse só a Avenida Paris ou a Praça Paris. Pegou emprestada a Paris de Ilsa e Ricky. Sonhou que era feliz numa tarde parisiense, esparramada no gramado do Champ de Mars, lendo um livro e se apaixonando. Sempre foi romântica. Play it again, Sam. Ela disse enquanto adormecia.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:33 PM



Friday, July 29, 2005

 
Lotando a porta da geladeira


A pamonha ficou deliciosa e eu comi tudo, o que quer dizer que terei de fazer mais amanhã ou tomarei mega coiós.

*****

Carol, o cidadão que possui os 8 cds mora em Nóviórque. Morae em Máiami e ter 8 cds do Stevie B não é mérito nenhum.

*****

American Chopper, amiguinhos. Pena que é dublado.

*****

E o amigo do Sayid, hein?

*****

Aprendam a usar o Google, porra! Não é difícil. Se eu posso, vocês podem. E se não podem, falem com seus médicos. Eu falaria.

*****

The Arcade Fire vem para o TIM Festival. Pois é, não tem Interpol, mas tem banda legal, acho que irei. Garbage vem para o Claro que é rock. Parece ser um bom ano.

*****

Sabe cansaço emocional? Então.

Love,
G.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:43 AM



Wednesday, July 27, 2005

 
Oi,

estou sem assunto, mas não deixem de me ler. Sou pessoa carente, preciso de atenção. Não me deixem só.

*****
Usando a Internê com Tia Greta:


Tem muita gente que não sabe consultar São Google e chega aqui porcurando por coisas bizzarras. Se você quer foto, procura na porra do Google Images! Não adianta digitia na pesquisa de texto, porque ele pode juntar coisas aleatórias e você chega num blógue feito esse, de uma jovem frustrada que só faz reclamar da vida, quando o que você queria mesmo era "gostosa fazendo sexo tântrico com ator pornô em cena bizarra". Não adianta, caraleo, não tem isso aqui. Aliás, por aqui ninguém nem tem feito séquisso. A gente fala, mas não faz.

*****
Meu querido diário...

Estou numa trip culinária. Resolvi investir no marketing de moça prendada, de repente, consigo prender alguém pelo estômago... Essa semana já fiz batata gratinada (uma receita mole-mole-fácil-fácil de Fred Legal), torta de maçã (sim, daquelas modelo dos EUA com receiro e tirinhas em diagonal em cima) e hoje tentarei a sorte com pamonha salgada. Me sinto praticamente a Ofélia em sua maravilhosa cozinha. Mais uma semana e eu me engraço em pratos mais elaborados, de repente, em um mês eu tou preparando uma refeição inteira, com entrada, prato principal e sobremesa. E começo a procurar marido também.

É isso, volto em breve, don't touch that dial.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 2:43 PM



Saturday, July 23, 2005

 
É isso que eu quero de aniversário.

12 de fevereiro.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:11 PM



Friday, July 22, 2005

 
Eu estou meio bege com as procuras que caem aqui, mas sou educadinha e vou responder tudo.

Você que chegou aqui procurando séquisso, das duas uma: ou não sabe escrever ou estava procurando alguém que estivesse de zoação. Porque, na boa, camaradinha, ninguém escreve desse jeito por ignorância e consegue algo. Bom, se consegue eu vou ali desaprender e já volto.

Se você chegou aqui procurando pornografia , tente novamente ou verifique o número discado, porque não é daqui, não.

Para o leitor que chegou aqui procurando uma boa trepada, o e-mail tá ali, é só me mandar uma mensagem e, se rolar química, o senhor ganha de presente uma trepada. Boa eu não garanto porque estou fora de forma*.

Quem está procurando um apartamento em Lisboa, rola de me levar na mala? Ficaria agradecida.

Catalógos vegan? Mal ae, sou carnívora.

Se você quer saber nome de ator pornô, procura no imbd, pô.


Lendo tudo isso, cheguei à conclusão de que eu preciso moderar meu linguajar. Estou virando referência para assunto sujos e carnais quando eu não me envolvo em nada sujo e carnal faz tempo. De repente aquilo mesmo de que quem fala demais é porque não está fazendo...


*É claro que é brincadeira, mas não faço objeções a gentes interessantes me querendo conhecer.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:23 AM



Thursday, July 21, 2005

 
E que nesse mesmo programa também estaria a folgada que me zoou num momento chat insane promovido pela sempre arruaceira Vanessa Marques, mas que após conhecer pessoalmente simplesmente pirei nesta pessoa extremamente sexy e performática (e sim, NÓS CANTAMOS O HINO DO AMÉRICA-RJ NO FIM DA BALADA).

Putaquepariu! Disse a pequena sueca completamente enrubescida. Porque algumas vezes eu não tenho a menor noção de como as pessoas me vêem. Tá, tá, quase nunca eu tenho.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:11 PM



Wednesday, July 20, 2005

 
Ok, eu tenho leitores. Meus contadores comprovam isso. Agora me pergunto: onde estão vocês?

Show me some love na caixa de comentários, sim?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:50 AM



Tuesday, July 19, 2005

 
A Xianey virou personal web desinger nos wunderbloggers. Acho que ela nunca mais fala comigo. Merda, eu gosto dela.

*****

O Inagaki disse que mulé inteligente dá tesão. Me fodi, porque não sou nem bonita nem inteligente.

*****

Eu causo arrepios, mas não eu mesma não arrupio faz tempo. Porra de vida escrota.

*****

Chegaram meus dvds de Nóviorque. Vieram com uma carta muito fofa. Foda.

*****

Eu quero me mudar prum albergue.

*****

Colo. De macho. Agora.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 6:12 PM



Monday, July 18, 2005

 
I'm buy-sexual. Buy me something and I get totally sexual.

Não, não vamos falar sobre as minhas preferências sequissuais, isso todo mundo já sabe faz tempo. E que eu não simpatizo muito com metrossequissuais vocês também sabem, mas agora surgiu uma nova onda: os Retrossexuais. Pelo que eu entendi, retrossexual é o cara que se comporta feito homem. Nada de ogrice, nada de boiolice.

Precisava mesmo colocar um nome tão comprido pra identificar, é?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:29 PM




 
Eu vejo muita gente despeitada por aí...
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:21 PM



Sunday, July 17, 2005

 
Fofocando com Miss Garbo

A Carolica resolveu assumir seu lado ninfeta do demônio de vez. Não, ela não vai viver uma grande paixão com o Alex Castro. Ela descobriu seu grande amor nesse cara aqui.


 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:34 PM




 
I've never felt so lonely, never felt so out of place...
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:40 PM



Friday, July 15, 2005

 
"O que é aquela propaganda que o cara abraça a moça e fica, todo fofo, chamando ela de pudinzinho e arrozinho doce e a mocinha fica fazendo cara de cu? Mas mulé muderna me torra muito o saco cara, muito, elas merecem cair na mão de todos os safados do mundo, o que é que ela queria? Que o cara desse um tapa na bunda dela e perguntasse "Ué? Parou de ir na academia?". Que o cara chamasse ela de "fatiazinha de tofu?". Ora, não me amole."

Eu não poderia concordar mais.

Na boa, mulé muderna quer abraçar o mundo com as pernas, sério mesmo. É um tal de igualdade disso pra lá, igualdade daquilo pra cá; mas-você-não-puxa-a-cadeira-pra-mim-nem-abre-portas; dividir a conta? Nem morta! Desde que inventaram o tal do feminismo, queimaram sutião e roubaram meus privilégios, apareceu essa mulerada fica posando de independente, descolê e fodona, mas que vive mesmo é procurando um Knight in shinning armor. Ou seja, são um bando de walking contradiction. Ou indecisas pélas, como eu bem gosto de chamar.

Tá duvidando? Então vai assistir as coisas que fazem sucesso com a mulerada que paga dessas coisas que eu disse. Sex and the City é uma série onde um bando de trintona procura o verdadeiro amor* em Nóviórque, todas elas são super descoladas, fazem séquisso loucamente, são "bem resolvidas" (muitas aspas, por favor), alardeiam que não precisam de macho, mas vivem num descontrol sem precedentes e choram escondidas porque o bofe não ligou. A Bridget Jones é uma péla inglesa completamente surtada e idiota que vive de ouvir os amigos - um bando de gente emocionalmente fracassada e que quer que geral seja tão mal sucedido quanto cada um deles, apenas pra ter com quem reclamar da vida enquanto enche a cara de vinho, diga-se de passagem. Não é que eu não queira um Colin Firth brigando com o Hugh Grant porque se rói de ciúmes, mas eu acho que babaquice tem limite. A tal da Bridget tem um puta cara legal com ela, só faz cagada e ele ainda quer ao lado dela. É um cara que ama apesar de, o que, vamos combinar, é a mais foda e correta forma de amar, e a palhaça fica se sabotando.

Agora que provei meu ponto, vamos lá: as calégas femininas querem ser tratadas como damas, mas poucas se comportam como tal. Na maior parte do tempo, a maioria está tão ocupada em ser descolê-mudernosa que nem nota as oportunidades boas que aparecem e descartam todas arrumando uma desculpa besta qualquer. Culpa da TV? Culpa dos livros? Culap da Meg Ryan? Não, culpa dessas imbecis que ficam se espelhando em personagem. Assim como Tie-fighter não existe, gente, a vida não é uma série, um livro** ou um filme da Meg Ryan. O mundo é cruel, a vida injusta, mas coisas boas acontecem para aqueles que vivem no mundo real.

Amar não é fácil. Relacionamentos passam por momentos bem merdas e ceder não a pior coisa do mundo, desde que não aconteça anulação de nenhuma das partes. A graça de tudo está exatamente nas diferenças, e daí se ele gosta de Godard e você de cinema pipoca? Grandes merdas ele só ouvir música clássica e você ser popular até dizer chega! Esse tipo de coisa é legal pacaraleo, trocar informação é coisa boa, enriquece culturalmente. E, cá entre nós, se eu arrumasse um cidadão que fosse exatamente como eu não duraria 2 semanas. Eu mal me agüento sozinha, imagina ter de conviver comigo mesma? No mínimo, seria entediante.

Sim, ser solteiro é legal às pampas. Ter a liberdade de ir e vir sem precisar responder a cobranças é fenomenal. Mas faz falta ter alguém com quem passar as tardes de domingo, pra andar de mãos dadas, pra acordar junto, pra rir sem motivo, pra ficar junto em silêncio e à meia-luz, pra abraçar à noite e esboçar sorriso bobo, pra bater na bunda e dizer "mulé, me traz uma cerveja, pourra" numa atitude machista-de-brincadeirinha, pra me dar colo e me levar pra passear sem motivo nenhum. Porque é isso que eu quero. Pelo menos nesse aspecto eu sei o que eu quero e é exatamente isso me difere da mulerada de hoje. Elas não fazem a mais vaga idéia do que estão querendo, por isso não vêem o que têm.


*Eu acho que todos os amores são verdadeiros. Não tem essa coisa de "só existe um amor de verdade". Todos são válidos e possuem a mesa beleza, talvez em intensidades diferentes, mas se é amor, é verdadeiro.


**Se a minha vida tivesse que ser um livro, que seja algo do tipo Sabrina, Julia ou Bianca, por favor.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:14 PM



Thursday, July 14, 2005

 
Ele não sabe que quando Ela cai no sofá por efeito do vinho todas as pessoas de sua cabeça se aproveitam para revirar as tristezas. As pequenas funcionárias de seu cerébro vêm lembrá-le de sua solidão, da falta que sente de suas coisas, de sua cama, de suas ilusões, do mundo que construiu pra si mesma, de sua vida, de si mesma, por isso parece tão far away: é porque luta contra contra todas as lágrimas que querem sair, contra aquele nó que se fez na garganta. Mais um pouco de vinho deve ajudar a desfazer isso. Ela pensa enquanto esboça um sorriso para algum gracejo.

Ela beija o travesseiro e busca nele conforto, aconchego, um cheiro há muito esquecido. Quer a textura de pele, queria que aquele travesseiro fosse capaz de lhe retribuir a ternura que dedica a ele, porque quando se entrega a outro, tudo que queria ouvir era a voz conhecida dizendo que vai passar, querida, vai ficar tudo bem, enquanto os braços, que há muito deseja, a aninham e os olhos velam por seu sono.

Por que não eu? Por que aquela oferecida que não te conhece? Por que aquela outra que não te entende? Por que dentre tantas opções eu nunca sou a tua escolha? Eu ensaio as falas, eu invento um jeito malvado, eu tenho os saltos mais altos, os olhares mais lascivos, o jeito certo de me portar, eu sei usar a luz a meu favor, eu tenho um visual sessentista regado a cabelo holandesa e delineador fazendo gatinha nos olhos. Então, por que ela e não eu?

Ele reclama para si mesmo que ela só a rejeita, mesmo tendo preparado jantar, mesmo não parando de secretamente desejá-la e rechaçá-la por a considerar demais para si. Ora, um mulherão desses nunca vai querer nada comigo. Ele pensa enquanto a despe com olhos e sente a pele arrepiar. Ela abre mais uma garrafa de vinho e caminha de volta para o sofá, pensa em criar coragem e fazer todas as perguntas que estão na ponta da língua. Olhar fixo nele, cabeça girando tanto pela bebida, quanto pela montanha-russa pela qual sua mente passa. Sofá, é isso. Não adianta falar hoje, não adianta falar. Ele me conhece bem demais, sabe de cada uma das minhas falhas e isso não é atraente.

Ela senta encarando o vinho, respira fundo, o procura pela sala. Respira fundo novamente e resolve aceitar a cantada do rapaz ao lado. Mais tarde, ao ir embora, Ela acena para Ele. E os dois se separam com a mesma pergunta martelando a mente.

Por que não eu, meu deus? Por que não EU?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 8:52 PM




 
Eu tenho um certo problema com gente sem noção para o mal.

- Greta, bonita, você é sem noção.
- Eu sei, mas sou sem noção para o bem. O que é absolutamente diferente.

Seguindo o raciocínio, visualizem: você está lá sendo bela e faceira, exibindo o remelexo numa ferramentinha dessas de fazer amigos e influenciar pessoas. Afinal o troço é mercado de carne e você não é boba nem nada (bom, eu não sou boba), quando começa a adicionar um pessoal teoricamente gente fina. É, teoricamente, porque esse pessoal começa a te mandar um spam camufladinho. E, aí, gente boa, é um tal de "responda a esse comentário para saber que tipo de pessoa você é", "alô galera de Londres, aquele abraço", "eu faço vídeo, vagabundo é a puta que pariu" e por aí vai. Sinceramente eu tenho zero paciência pra esse tipo de coisa, acho que assim, feito Free (ou Carlton ou alguma outra coisa que eu esqueci), é uma questão de bom senso. Se eu quisesse saber algo, ia lá e perguntava. Ou lia o blógue, que é mais ou menos a mesmíssima coisa.

Sério mesmo, eu não vou comprar nada, não vou orar pra ninguém, sei o tipo de pessoa que sou e não mando essas merdas pra ninguém. Não me venham com o papo de "não quer ler, não precisa", precisa sim. Se alguém me manda algo (mail, carta, recado no blog, mensagem pelo mêssênê, linque, faixa na rua etc e tal) é porque quer que eu leia. Me mandar alguma coisa é totalmente diferente de chegar no meu blógue e me xingar. O primeiro é um convite o segundo é invasão e ninguém quer estar de pijaminha, tomando seu chocolate quente e ter que ouvir desaforo. E tem outra: spammer pra mim é igual Bíbria: o cara bate na tua porta pra te empurrar um credo que ou não é teu ou com o qual você não poderia se importar menos. Incômodo. MUITO Incômodo.

Não sei por quê, mas algo me diz que esse é um assunto que nunca, jamais, em tempo algum, me cansará, porque gente escrota não desaparece...


Ah, deixa eu disclameirizar rapidinho antes que venha alguém de mimimi dizendo que não aceito críticas: Aceito sim, mas de quem me conhece. Não é porque o cidadão leu meia dúzia de posts que pode botar banca de dono da verdade, e, em especial, de dono da minha vida. Quer criticar algo que foi escrito, demorou. Meter o bedelho na minha vida, não, violão.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:42 PM




 
Isso só acontece comigo, mas eu dou *ui* margem...

Comentário lido no mêssênê há uns 5 minutos.

Bom, jeito pra Lolita vc leva, no bom sentido. Com esse corpinho e essa cara de menina/mulher!
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:22 PM



Wednesday, July 13, 2005

 
Os anúncios dos ônibus anunciam a coisa como “a maior invenção do século”, mas há controvérsias. Trata-se do cinto-relógio. A coisa foi patenteada por Sebastião de Andrade, ex-corretor de imóveis, que cruza agora a aposentadoria com inventos. Ele procura sócios, “penso grande”, mas já tem o cinto-relógio em algumas lojas. Só um problema: para se ver a hora o dono do cinto tem de curvar a cabeça, num olhar maroto em direção aos próprios genitais.

Ou seja, quando algum rapaz me pergutnar as horas mexendo no cinto, eu vou achar que o safado tá querendo mesmo é um boquete.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:37 PM




 
Há uns 25 anos atrás eu era assim.




Aí eu cresci e fiquei assim.

 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:29 PM




 
Coma carne, coma folha, se alimente de luz, mas não me torre o juízo.

Como eu já falei, eu não suporto fanático. E como a humanidade é besta e sempre arruma um troço pra perturbar os outros, a onda do momento é ser Vegan. Na boa, vegan é minha benga envernizada.

Vegan é um povo que não come nada que venha dos animais. Nem laticínios. Até aí,m grandes merdas, não é? O problema é que esses querem que o mundo todo abandone os prazeres da carne. Não eu. Poucas coisas se comparam ao prazer de mastigar aquele bife sangrento, o sushi cheio de wasabi, frango com catupiry, nescau, misto quente com requeijão e manteiga, ovo frito, chocolate ao leite. Porra, tanta coisa boa da qual eu teria que abrir mão em troca de que? Alfafa? Couve de Bruxelas? Endívias (que eu nunca soube o que são exatamente, mas acho que o texto fica pomposo)? Lamento amigão, não rola.

E também os Straigh Edge que além de não comerem nada que venha de animais, não fumam, não bebem e acho séquisso casual o fim da picada. Ou seja, é gente que come coisa sem gosto, bebe leite de soja e não fodem. Como alguém pode ser feliz assim, meu deus? COMO?

Apesar de eu não entender como alguém pode ser feliz sem todas as pequenas coisas que me alegram, eu não saio por aí dizendo que cigarro é legalzão, que geral deveria era beber o tempo todo e que se todos trepassem mais e melhor o mundo seria um lugar legal. Não mesmo. Só digo que essas coisas fazem do meu mundo um lugar melhor. Não gostou? Bom, eu não te convidei pra fazer parte dele, sinta-se livre pra sair na hora que melhor lhe apetecer. E como eu não saio por aí tentando convencer ninguém a fazer nada do que eu gosto, não admito que venham me dizer como me portar.

Porra, alface não corre porque não tem pé. Vaca não sobreviveria 10 minutos numa floresta. Caralho, eu estou no TOPO da porra da cadeia alimentar, tenho que tirar algum proveito disso.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:03 PM



Tuesday, July 12, 2005

 
Eu sou groupie. Não glamourizada feito a Penny Lane de Quase Famosos, mas sou. E inexperiente, o que torna tudo levemente divertido.

Sabe quando você vai ler um blógue e vê uma menina em trajes sumários (eu sempre quis escrever isso),decote abissal*, cabelos vermelhos e tentando não chamar a atenção, mas evidentemente dando mole para algum escritor de internê? Então, sou eu. Eu fico lá no canto mascando chiclé e posando de cool, torcendo pra alguém me notar e vir passar cantada barata tentando me comer.

Porque no fundo é isso que eu tou querendo mesmo. Alguém que me deixe transtornada de tesão, me coma, mas não queira responsabilidade.


*Editado a pedidos, porque me sinto benevolente esses dias.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:58 PM



Sunday, July 10, 2005

 
Fanático é uma merda. Não importa a "devoção" é uma merda e ponto. Maiúsculo. Os fanáticos de direita, os de esquerda, os de música, os de filme, os de livro, os de qualquer esporte e os religiosos. Ah, os religiosos são os piores. Todos os outros se dedicam a coisa de gente, enquanto ser humano a nível de possuidor de polegar opositor, logo sabem que, em algum momento, vai rolar uma falha.

Já os religiosos acreditam em uam força maior, bicho. Deus, mó viagem. Viagem errada, viu? Eu, como moça que já foi bem carolinha, dessas que achar que séquisso só depois do casamento, tradição, família e propriedade, digo que é uma merda. O problema não é ter fé, veja bem. Acho fé um troço bem legal, meu problema é com a institucionalização dela. Vai ver é algo pessoal, mas eu me recuso a imaginar o criador de todo o unvierso como uma coroa fofoqueira que passa o dia todo na janela tomando de conta da minha vida pra depois explanar tudo quando eu morrer. Fala sério, Deus tem mais coisa pra fazer além de ficar de fuxico.

Aí, entramos agora no que eu queria falar mesmo: eu não entendo como esses religiosos de bíblia de embaixo do braço condenam o séquisso pelo lazer do ato. Se Deus não me quisesse trepando, certamente daria um jeitinho de me mostrar o quão errado é. Não, eu não falo de doenças, porque isso veio de perversão do ser humano. Tou falando em dor física*, em orgasmo ser um troço ruim da porra, coisa que todo mundo que já esteve lá sabe que não é.

Eu sei que não sou a melhor na argumentação, mas CARALEOS, como Deus pode criar um troço tão bom e depois dizer: "Olha, queridona, olha mas não encosta a mão"? Tudo bem que eu gosto de achar que Deus é divindade batuta com senso de humor bizzarro, mas não chega a esse ponto. Isso vai além de senso de humor, isso é maldade e Deus é amor. Deus é dez. Nego é que se perdeu nessa de transformar fé em negócio. E se for pra eu arder no mármore do inferno por algo, que seja por séquisso. Sério mesmo.

E agora eu vou ali ouvir Wando e fazer umas ligações, se é que vocês me entendem.



*Se bem que dor física até pode ser legal...
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:50 PM



Thursday, July 07, 2005

 
Eu sei que não tenho embasamento pra falar desse tipo de coisas, mas de onde eu estou, esses ataques todos podem ser resumidos em uma única frase: não se meta onde não é chamado.

Os Istêites acham que têm direito de sair por aí "tomando de conta" de geral, o que bem pode ser traduzido como fazendo inferno no quintal dos outros, e quando nego vem com a conta, eles vão pro canto chorar. Não fode, negão.

Ah, Greta, mas os atentados de hoje foram em Londres... É pro povo da Inglaterra ficar esperto e parar de entrar em viagem errada de yuppie besta. Se a Inglaterra tivesse ficado na dela, não estava tomando bomba nas ventas.

É muito belo sair por aí fazendo guerra no quintal dos outros, matando, estuprando, desonrando, cagando na cabeça, mas quando isso acontece no nosso quintal é feião, né? Então, se você não for cagar na grama do vizinho, ele não vem cagar na tua, é simples, caraleo. Bem mais simples do que parece, mas para quê perceber, não é mesmo?

"Ah, eu estava tentando ajudar". Muito ajuda quem não atrapalha, já diria Dona Vovó, e muito certa. Alguém pediu ajuda pra alguma coisa? Não, então vai trepá com teu pai, batê uma punhetinha do Bátema e tome conta da própria vida.

Não é bonito que gente inocente pague. Mas nego só alardeia os inocentes do lado dos "bonzinhos". Sei lá, acho tudo isso uma grande escrotice.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:15 PM



Wednesday, July 06, 2005

 
Era só uma menina...

Eu não fico amiga de ex-namorado. Não é coisa pra mim. Não chego ao ponto de ex bom é ex morto, mas não acharia nada mal se após o rompimento o ex simplesmente desaparecesse do meu círculo social. Não me faz bem manter contato, eu sou uma pessoa ciumenta e possessiva, não curto ver aquele que foi meu xodó de chamego com outrem. Por isso mesmo eu sempre digo às pessoas que acho legal quem tem maturidade para tal, acho civilizado mesmo, mas não sou evoluída assim.

Sinceramente, mesmo que as pessoas decidam ser amigas após o rompimento, se faz necessário um certo tempo de desintoxicação ou o caldo vai entornar. People are strange, gente boa. Prudência e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguém. Porque merda vai acontecer, não importa o quão bem intencionada eu estiver e quando ela atinge o ventilador, te prepara, camaradinha, porque o mais sujo será você mesmo.

Algumas pessoas dizem que é bobeira minha, mas só eu sei o quanto me dói ver uma série de coisas. E ninguém me vê crying myself to sleep. E, como já disseram pelaí, só ri de cicatrizes quem não tem as suas, ou algo parecido com isso. Eu sou uma pessoa esquecida mesmo.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:04 PM



Friday, July 01, 2005

 
Algo está errado no Reino da Suécia e como isso se relaciona com os finais de temporada.

Algo aconteceu com o códego do blógue e eu não sei bem o que é. Só sei começou com Blue Eyes e resolveu ficar por aqui. Vai ver isso se ajeita quando eu me esquecer de certo par de olhos azuis que andei espiando esses dias.


Eu sou viciada em TV, todo mundo que convive minimamente comigo sabe disso. Eu acordo e ligo a televisão, quando vou dormir ela ainda está ligada. É loucura, é alienante, é o caraleo de asas. Foda-se, eu sou assim e acabou. Então que estou triste e feliz com os recentes finais de temporada de séries e explico por quê.

Desperate Housewives começou cheia de mistério e eu passei horas tecendo teorias e me segurando para não baixar nada da internê e estragar tudo vendo numa tela pequena num monitor levemente cagado. Hoje foi o último episódio e tudo correu de acordo com a teoria mais firme que tinha escutado/tecido junto. Gistei, porque um mistério foi solucionado e outro foi lançado. Deu a impressão de que não perderam o pique e de que a próxima temporada tem promessa de sucesso. Só não suporto mais a personagemd a Teri Hatcher, vai ser chata assim na Tonga da Milonga do Cabuletê, queridona. Aprenda a ser mulher e deixa de ser mulézinha, porque isso é muito século passado. Depois que inventaram o feminismo e cortaram nosso privilégio, a gente tem que ser forte e não ficar obcecando com coisas pequenas. Então, shut up, bitch, and go make me a sandwich. NOW.

O episódio de C.S.I. dirigido pelo Tarantino foi muito bom. Porém a série toda é MUITO BOA, nem que colocassem George Lucas pra dirigir teria como estragar. Achei o lance de ser enterrado vivo meio repetitivo - mas, ei, auto-citação é para os fortes. Juro que pensei em flashbacks com Pai-Mei, o que - graças a Deus - não aconteceu. Mas o episódio duiplo foi ducaraleo e falou sobre o problema de imigrantes brasileiros ilegais no estrangeiro. Só espero que nos próximos o Quentin se repita de maneiras mais legais.

Agora, alguém precisa me contar o que está acontecendo em Gilmore Girls. Está tudo errado com aquela série. TUDO. Saca samba do crioulo doido? Então.

E Lost, hein? Te contar, isso tem me tirado do sério.

Como assim comentar outras séries? Nah, ainda estou assimilando essas. Mas podemos falar sobre a novela que está passando em Vale a Pena Ver de Novo, topas?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:03 AM