<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Thursday, June 30, 2005

 
Porque amamos Star Wars.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 10:58 PM



Wednesday, June 29, 2005

 
Diálogos que só fazem sentido a dois. Ou ainda, piada interna não se explica.

Onde E = Ele e A = Ela

E: - Quando eu estava na escola, fazia umas aulas de fotografia, daí que nós recebiámos uns catálogos e a onda da molecada era olhar pra cara das pessoas e dar nome de ator pornô. Tinha o Rocco Sifreddi, Jenna Jameson...
A: - E o Peter North e o John Stagliano e a Sylvia Saint e...
E: - E depois o MEU páis que é conhecido por pornogrfia
A: *apenas fica vermelha e ri de nervoso*

*****

E: - Cross country skiing. Denmark. Voooooooooooog.
A: - *rindo descontroladamente*
E: - O que você vê de tão engraçado nisso? São piadas podres.
A: - Mas são piadas internas. Não precisam de sentido ou qualidade.
E: - O legal das piadas internas é que elas são internas. Qualquer um que esteja externo não entende, sabe?
A: - *rindo descontroladamente*
E: - Não, não é possível que você esteja rindo disso.
A: - É o jeito que você fala. E além do mais, você gosta do som da minha gargalhada, confesse.
E: - Eu gosto. É meio Daaaaaaaaaaaaaanish.
A: - *rindo descontroladamente*

*****

E: - Não é que odeie finlandeses, eu apenas não gosto deles.
A: - Mas o que eles te fizeram?
E: - É que não importa quanto tempo eles vivam na Suécia, eles NUNCA perdem o sotaque quando falam sueco.
A: - Ah, mas se eu aprender a falar sueco eu nunca vou perder o sotaque brasileiro.
E: - Vai sim.
A: - Não, eu não vou. E você não pode dizer que eu vou.
E: - Posso sim, você não é finlandesa.
A: - Confesse: você odeia finlandeses.
E: - Tá, odeio. Mas é só por causa do sotaque deles.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 10:04 AM



Monday, June 27, 2005

 
Blue eyes
Baby's got blue eyes
Like a deep blue sea
On a blue blue day
Blue eyes
Baby's got blue eyes
When the morning comes
I'll be far away
And I say

Blue eyes
Holding back the tears
Holding back the pain
Baby's got blue eyes
And she's alone again

Blue eyes
Baby's got blue eyes
Like a clear blue sky
Watching over me
Blue eyes
I love blue eyes
When I'm by her side
Where I long to be
I will see

Blue eyes laughing in the sun
Laughing in the rain
Baby's got blue eyes
And I am home, and I am home again
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 7:08 PM



Thursday, June 23, 2005

 
I want a girl with a mind like a diamond, I want a girl who knows what's best, I want a girl with shoes that cut and eyes that burn like cigarettes

Sábado a tarde, tédio e mêsênê, resolvo chamar amigueenhas para sair. Sem destino, só pra fazer a linha Diana, a Caçadora. Uma topou e lá fomos nós, ser finas na zona sú porque suburbio é cheio de gente horrorosa e eu já dou pinta demais por aqui.

I want a girl with the right allocations, who is fast and thorough and sharp as a tack, she is playing with her jewelry, she is putting up her hair, she is touring the facility and picking up slack

Chegamos lá, ambiente descontraído, gente bonita e várias pegações em potencial. Estava que nem o mar quando quebra na praia: bonito, bonito, bonito. Mas ficamos lá um tempo, porque o objetivo era requebrar o coração ao som de funk.

I want a girl who gets up early, I want a girl who stays up late, I want a girl with uninterrupted prosperity, who uses a machete to cut through red tape

Chegamos no local, a filipeta não valia e, vamos combinar, não valia a pena pagar VINTE AQÜÉS pelo local. Nos olhamos e resolvemos voltar pro local anterior, mesmo correndo o risco de não conseguirmos conforto. Pegamos uma van(tchuru!) que era uma coisa linda: tinha contact imitando mármore nas "paredes" do veículo.

Agora visualiza a cena: duas meninas bonitas entrando um van(tchuru!) com destino à Rocinha cheia de homens. Não quaisquer tipos de homens: aqueles com cara de tarado pábre. Me senti a própria aventureira, toda uma coisa Lara Croft / AXN Desafia o Perigo.

With fingernails that shine like justice and a voice that is dark like tinted glass, she is fast, thorough and sharp as a tack, she is touring the facility and picking up slack


De volta ao ponto de partida, depois de penar um tanto, achamos uma mesa meio mal localizada, mas era uma mesa, porra. Desde que chegamos, tinha um moço gringo NERVOSO querendo se aprochegar de amiguinha e dar um cheiro gostoso no cangote dela. O moço tanto fez, que puxou conversinha e se esforçou bastante para chegar no cangote da garota-carioca-suburbana-zona-norte, mas ela resistiu bravamente, a boba, porque ele é bem bonito e está na flor da idade, cheio de disposição nórdica. Dei coió, porque eu acho feio, imoral e engordativo declinar convite de moço belo. Acho mesmo.

I want a girl with smooth liquidation, I want a girl with good dividends, at City Bank we will meet accidently, we will start to talk when she borrows my pen


Ficamos lá, sendo belas e faceiras enquanto encarávamos algo próximo do homem mais bonito do mundo. Como eu sou Diva que vale menos do que gimba de Derby, encarei frenéticamente o bofe. Vai que dá certo, né? E deu, ele veio falar conosco e assim descobrimos a graça dele e ficariámos bem felizes se a noite acabasse ali. Mas nããããão. Teve mais, mais, mais, mais glitter!

She wants a car with a cup holder armrest, she wants a car that will get her there, she is changing her name from Kitty to Karen, she is trading her MG for a white, Chrysler LeBaron


O moço belo se atracou numa baranga e gonguei amigueenha a noite toda. Ela disse que ainda não estava com humor pra se atracar naquela boca norueguesa, que ele deveria ter chegado depois de ela estar mais colocadinha *ui*. Enfim, eu acho que ela deu mole. E eu estava dando era mole pra um rapaz fofo. Coisa fina mesmo. Sabe aqueles olhos que dá vontade de mergulhar e ficar lá pra sempre? Então. Se fosse só isso, eu já estaria conquistada, mas o conjunto da obra também era bom, era bem meu número. Eu ficaria linda nele...

I want a girl with a short skirt and a long jacket

Aparentemente o moço também achou que eu ficaria linda e me beijou. Foi fogo e paixão. E terminamos a noite num quiosque, tomande cerveja e molhando pézinho na água do mar. Luxo, poder e cobiça na terra dos Caiapós Egípcios. E ele pegou meu telefone. Mas não me ligou. Mas Diva Greta não é boba e mandou mail, sendo fina e convidando pra sair, mais muito por alto. Porque essa coisa de amor e felicidade e afins é pra vocês, eu quero é dupla cidadania.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:43 PM



Wednesday, June 22, 2005

 
Lendo blógues pelaí, achei isso aqui.

“Listen to me, mister. You’re my knight in shining armor. Don’t you forget it. You’re going to get back on that horse, and I’m going to be right behind you, holding on tight, and away we’re gonna go, go, go!”


Minha preferida, disparado.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:30 PM



Saturday, June 18, 2005

 
Ainda wondering sobre o fato de ser lida por quem me lê, parei pra pensar. Pô, eu não falo mal de hômi. Pelo contrário, eu tenho uma certa tendência a idealizar o outro séquisso. Aliás, eu spo falo bem de hômi, caramba, a única coisa que essa diva aqui reclama é o fato de nenhum exemplar de macho se interesse efetivamente por mim.

Vamos colocar as coisas em perspectiva: eu sou inteligente, bem humorada, relativamente culta e até que não sou de se jogar fora, logo, deveria ter um séquito de mancebos querendo um pedacinho dessa dona aqui. Mas não tem. E isso que incomoda, viram? E eu nem disse que até que sei cozinhar que gosto das artes de alcova.

Ou seja, eu sou um partidão e ninguém nota. E, agora, reclamando mesmo, esses homens tão tudo cegos é?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:17 AM



Friday, June 17, 2005

 
Outro blog que Uncle Filthy* lê regularmente é o very aptly named Woman of Affairs, niquiq dona Greta rants like there’s no tomorrow, e fala mal de ómi com invulgar desenvoltura.

Porra, agora vou ter que escrever direito. Me fodi. Rá.

Ainda no assunto - porque eu fiquei assustada de ser lida - Madame Appotekharyum e eu discutindo no mêssênê:

Ingride Jackellaynne says:
o fili mequinésti me lê

Carol says:
hehehehe

Carol says:
que bom

Ingride Jackellaynne says:
nada

Ingride Jackellaynne says:
fiquei com vergonhinha agora

Carol says:
pq?

Ingride Jackellaynne says:
ah sei lá

Carol says:
Ah Greta qualé né

Ingride Jackellaynne says:
AH

Ingride Jackellaynne says:
EU FICO COM VERGONHA, PORRA

Carol says:
bebe que passa

Ingride Jackellaynne says:
ééé

Ingride Jackellaynne says:
eu sei, mas sei lá

Ingride Jackellaynne says:
eu leio esse povo, mas nunca acho que essas pessoas me lêem

Carol says:
tsc tsc tsc como vc quer ser famosa assim?

Ingride Jackellaynne says:
eu quero ser reconhecida pelo meu talento pra mulata-passista, quero ser um lindo corpinho que nego que comer freneticamente, não como uma pessoa inteligente.

Carol says:
mulata passista... aham...


Porque groupie de blógue é uma merda.


*O link prele tá ali do lado. Love Bussiness. Vai dizer que não é apropriado?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 5:00 PM



Wednesday, June 15, 2005

 
Alguém em manda pro hotel da seleção alemã? Tipo, agora?
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 6:40 PM



Monday, June 13, 2005

 
She doesn't care wheter or not he's is an island. She doesn't care, just as long as his ship's coming in...

Fim de semana dos namorados e eu tinha decidido não ficar em casa remoendo mágoa. Sexta eu fui me aconchegar no seio de Mama Lapa, que sempre recebe seus filhos bem, não importa o quão o vizú possa parecer "gringa-deslumbrada". Mama Lapa cuida bem dos seus e sempre tem cerveja a preços legais e gente interessante. Meia dúzia de ligações e fui eu, montada pra lá, dar um pinta porque eu mereço. Colocando a noite em números, foram muitas cervejas, uma festa que acabou sendo super lazer e reencontro com amigo perdido que resultou numa pagação de namoradinha por lá. Era tudo que eu precisava.

...If they laugh, they make money.He's got a gold watch. She's got a silk dress and healthy breasts that bounce on his Italian leather sofa...


Fazia bastante tempo que eu não chegava em casa com o dia amanhecendo e me sentido tão bem. A noite foi divertida e sem promessas, como toda noite deveria ser. O DJ da tal festa era o pior do mundo, mas o ambiente era divertido, o alcool jorrava de fontes e havia gente interessada no meu belo corpinho. Era mais do que eu imaginaria que poderia ser.

...She doesn't care whether or not he's a good man. She doesn't care, just as long as she still has her friends...

Sábado foi dia de ver amiguinha em local caído. No fim das contas, foi legal também, porque rimos, falamos coisas legais, confabulamos e tiramos fotos-galhofa. Foi noite de mulherzinha, mas foi bom para ambas, foi interessante não ter esse tipo de preocupação de pegar ninguém, de ser só duas pós-adolescentes em um momento Ferris Bueler.

...She's got a serrated edge that she moves back and forth. It's such a simple machine. She doesn't have to use force when she gets what she wants she puts the rest on a tray in a zip-loc bag...

Hoje foi coisa light. Cevreja com amigos e eu esqueci completamente as coisas que esse dia deveria significar e todo o romance de boutique. Eu me senti bem como há muito não me sentia. Sabe, viver pode ser um troço legal, se você compartilha com as pessoas certas.



*Post ilustrado por "Italian leather Sofa" do Cake.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:22 AM



Wednesday, June 08, 2005

 
Porque, algumas vezes, só Chico Buarque sabe o que eu sinto...

Oh, pedaço de mim
Oh, metade afastada de mim
Leva o teu olhar
Que a saudade é o pior tormento
É pior do que o esquecimento
É pior do que se entrevar

Oh, pedaço de mim
Oh, metade exilada de mim
Leva os teus sinais
Que a saudade dói como um barco
Que aos poucos descreve um arco
E evita atracar no cais

Oh, pedaço de mim
Oh, metade arrancada de mim
Leva o vulto teu
Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu

Oh, pedaço de mim
Oh, metade amputada de mim
Leva o que há de ti
Que a saudade dói latejada
É assim como uma fisgada
No membro que já perdi

Oh, pedaço de mim
Oh, metade adorada de mim
Leva os olhos meus
Que a saudade é o pior castigo
E eu não quero levar comigo
A mortalha do amor
Adeus
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:55 AM



Monday, June 06, 2005

 
Eu acho engraçadão esse ráipe de nego que escreve colunas na internê. Antigamente eram os zines (é, eu sou do tempo dos zines) que causavam o burburinho entre as "elites pensantes", hoje em dia, a nova onda do imperador é ter site com colunas atualizadas regularmente.

Por que eu acho isso engraçado? Porque essa onda de blógue começou mesmo em 2001, pelo que me lembro, estava namorando-quase-terminando. (Porque eu dato a minha vida, desde 98, mais ou menos, em "estava namorando" e "era entre-safra"). Aí eu comecei o outro blógue e depois veio um segundo. (É, naquela época não tinha Orkut e a gente não podia criar comunidades pra se lamentar). Voltando ao assunto, naquela época eu já dizia que esse lance de blógue é coisa pra desocupado. Não, não mudei de opinião, me acreditem, continuo achando que é coisa de quem tem muito tempo livre para pensar em fazer gracinhas ou estruturar opiniões e blablabla. Não que eu faça isso, m,eu lance é mais vomitar idéias e reclamar da vida, mas vocês sabem disso. (Greta, PÁRA DE DESVIAR DO ASSUNTO, PORRA!). O que acontece atualmente que me arranca risadas é esse lance de nego fazer blógue disfarçado de site, ou de coluna.

Não, não, não. Não me venham dizer que aquilo é opinião fundamentada sobre a situação do *insira aqui assunto de relevância* que eu mando logo pra locais não agradáveis, eu também tenho muitas e todas possuem embasamento. Para mim, coluna só é mais respeitável do que blógue, porque "estilo literário" surgiu antes da internet. Pára só pra pensar, se o Lalau fosse meu contemporâneo, certamente teria um blógue e isso não tiraria uma vírgula da genialidade dele. Mas como isso foi mídia que surgiu há pouco, geral tem um certo receio de dizer que tem blógue (eu entendo, a palavra é muito feia), acham que os não-familiarizados vão pensar que se trata de algum tipo de diarinho aborreceste escrito em miguxês. Eu não gostaria que pensassem isso de mim, mas, sinceramente, se alguém não me conhece o suficiente pra saber que eu - apesar de perdida - escrevo direitinho, também não merece meu respeito.

Então, num mega resumo, eu acho esse ráipe engraçadão porque o que essas pessoas fazem é disfarçar o blógue delas em uma coisa teoricamente séria. E os caléguinhas chornalistas - desatualizados e bobinhos que são - compram, e vendem, esse peixe de "colunas na internê". Rá.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 3:08 PM



Saturday, June 04, 2005

 
Querido Papai do Céu,

eu quero um pau. Não qualquer um, tem que funcionar, de tamanho médio a grande e de um diâmetro bom. Ah, precisa funcionar sem nenhuma ajuda, se é que o senhor me entende. Ah, o dono dele deve me dar lap dances com alguma freqüência e me desejar 24/7.

É isso, Papai do Céu.

Um beijo,
G.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 6:24 PM



Friday, June 03, 2005

 
Eu não gosto de datas comerciais. Não mesmo. Acho um saco essa obrigação de fazer qualquer coisa porque alguém decidiu que aquele era o dia. Dia das mães, por exemplo, é um domingo em que se tem que acordar cedo e ficar fazendo cara de paisagem o dia todo, enquanto a galera se lembra de hsitórias bestas da infância de todo mundo. Um saco. Dia dos pais, idem.


O pior de todos é o tal do dia dos namorados. A gente estava no meio de maio e nego já vinha bombardeando o romantismo de butique. Puta merda. Parece uma conspiração, parece que todos estão apontando e rindo, sério mesmo. "Olha ali aquela menina que é tão incompetente que nem um macho consegue arrumar. Ha ha ha!". E não adianta dizer pra ir a cinema ou teatro, porque até da primeira sessão daquele filme iraniano que você jurou que só assistiria se estivesse no leito de morte vai ter um casal de pegando e você, claro, vai ouvir tudo, porque, com tanto lugar na sala, eles foram sentar exatamente do teu lado. Quer assistir àquela peça experimental da qual a Barbara Heliodora falou cobras e lagartos? Vai ter casal lá. E ainda digo mais, bem capaz de ser aquele casal neo-hipponga que vai achar que quanto mais quente os amassos, mais livres eles se sentem. Daí pro sexo quase explícito, um passo muito pequeno.

E você lá, querendo fugir desse amor todo que atribuiram ao dia 12 de junho e não consegue. Não tem TV, livro, shopping, sala de cinema, teatro, livraria, locadora, nada que seja seguro o suficiente para se fugir do dia. Vocês, eu não sei, mas eu estou pensando em alugar filmes violentos, muito Chuck Morris, Vin Diesel, Charles Bronson, Arnold Schwazenegger (quando ele só um ator com cara de malvadão) e mais um monte de coisas tipicamente masculinas e com nenhum vestígio de romance; comprarei umas cervejas, uns amendoins e passarei o dia todo dando vazão ao meu lado macho, porque se deixar o lado mulherzinha assumir, vou chorar debaixo das cobertas o dia todo. E eu já tou mimimi demais esses dias.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 4:10 PM