<body bgcolor="#000000" leftmargin="0" topmargin="0" rightmargin="0" bottommargin="0" marginwidth="0"><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d5805460\x26blogName\x3dLife+would+be+so+wonderful+if+we+only...\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3den_US\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://womanofaffairs.blogspot.com/\x26vt\x3d2451192399324840577', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
Herr och fru Stckholm
En Lyckoriddare
Konsum Stockholm Promo
Luffarpetter
Gösta Berlings saga
Die Freudlose Gasse
Torrent
The Temptress
Flesh and the Devil
Love
The Divine Woman
The Misteryous Lady
A Woman of Affairs
Wild Orchids
The Single Standard
The Kiss
Anna Christie
Romance
Inspiration
Love Bussiness
Susan Lennox
Mata Hari
Grand Hotel
As you desire Me
Queen Cristina
The Painted Veil
Anna Karenina
Camille
Conquest
Ninotchka

Image hosting by Photobucket

09/01/2003 - 10/01/2003
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005
07/01/2005 - 08/01/2005
08/01/2005 - 09/01/2005
09/01/2005 - 10/01/2005
10/01/2005 - 11/01/2005
11/01/2005 - 12/01/2005
12/01/2005 - 01/01/2006
01/01/2006 - 02/01/2006
02/01/2006 - 03/01/2006
03/01/2006 - 04/01/2006
04/01/2006 - 05/01/2006
05/01/2006 - 06/01/2006
06/01/2006 - 07/01/2006
07/01/2006 - 08/01/2006
08/01/2006 - 09/01/2006
09/01/2006 - 10/01/2006
10/01/2006 - 11/01/2006
11/01/2006 - 12/01/2006
12/01/2006 - 01/01/2007
01/01/2007 - 02/01/2007
02/01/2007 - 03/01/2007
03/01/2007 - 04/01/2007
04/01/2007 - 05/01/2007
05/01/2007 - 06/01/2007
06/01/2007 - 07/01/2007
07/01/2007 - 08/01/2007
08/01/2007 - 09/01/2007
09/01/2007 - 10/01/2007
10/01/2007 - 11/01/2007
11/01/2007 - 12/01/2007
12/01/2007 - 01/01/2008
01/01/2008 - 02/01/2008
02/01/2008 - 03/01/2008
03/01/2008 - 04/01/2008
04/01/2008 - 05/01/2008
05/01/2008 - 06/01/2008
06/01/2008 - 07/01/2008
07/01/2008 - 08/01/2008
08/01/2008 - 09/01/2008
09/01/2008 - 10/01/2008
10/01/2008 - 11/01/2008
11/01/2008 - 12/01/2008
12/01/2008 - 01/01/2009
02/01/2009 - 03/01/2009
03/01/2009 - 04/01/2009
07/01/2009 - 08/01/2009
08/01/2009 - 09/01/2009








website stats

Tuesday, April 24, 2007

 
Make you own kind of music.

A parte de boa de ver um lance "na tua área" é a possibilidade de crescimento profissional, não exatamente numa carreira, mais uma coisa de aperfeiçoamento e satisfação pessoal, quase exercício de estilo. A parte chata é que quando se escolhe fazer algo como o jornalismo, existe um monte de regra chata te prendendo a uma maneira que a Academia acha correta. Neologismos? Pequeninas perversões da língua-mãe em prol de uma gracinha? Aliás, ser engraçadinho? Não mesmo, garotona. Isso aqui é coisa séria.

O que os formadores de opinião esquecem - ou só fingem não saber - é que esse mundo já anda tão sério e ocupado em ser corretinho, que a maioria das pessoas precisa de algo mais leve, descontraído, que informe de forma divertidinha. Principalmente porque já existem os suplementos de Política, Economia e Tecnologia cheio de termos técnicos, palavras grandes e estrangeirismos para confundir o cidadão. Eu discordo bastante deles, mas isso não vem ao caso. Pensando bem, vem sim. Aqui é minha casinha e eu posso discordar, né? Então.

Eu discordo porque o modelo de jornalismo que está aí é o mesmo desde sempre. Pode ver que só mudaram algumas palavras, a estrutura bruta está lá. E, numa olhadela rápida, é muito fácil perceber que a maioria das pessoas que se destacou foi porque exatamente quebrou essa monotonia do jornalismo. Porque ler jornal é monótono, vamos conbinar.

E tem o lance da imparcialidade que muita gente confunde horrores. Ser imparcial não é se omitir, gente boa. É ser capaz de pensar argumentos igualmente válidos para 2 lados de uma discussão e deixar a outra pessoa tomar a decisão dela. Brincar de advogado do diabo, num exercício de auto convencimento de que, bem, o teu lado da história pode não ser exatamente o mais certo.

Na verdade-verdadeira, o que me cansa deveras no jornalismo é a obrigação com a seriedade e com a distância. Porque, no meu mundo, qualquer 2 linhas escritas carregam um pouco da pessoa, não se pode estar indiferente a algo em que se trabalhou tanto para criar. Não me venham com essa de que jornalista narra fato. Pega aqui na minha narração, viu. Quem narra é o Galvão Bueno, o Kleber Machado, o Cara Mala da Canetinha no SporTV. Esses têm a isenção do "ao vivo", agora quem pena em cima de um teclado escolhendo cada palavra de um texto, tomando cuidado com cada vírgula, cada ponto, cada enfatização. De onde eu estou sentada, a diferença entre um texto "artístico" e o jornalístico é meramente a fonte da inspiração.

E aí começam meus questionamentos. Porque eu acho injusto cobrar receita de bolo com aquelas perguntinhas que a gente ouve do primeiro ao último semestre. É abusivo subjugar a vivência de uma situação a "o que", "quando", "onde", "quem", "como" e "por que". Me soa a interrogatório policial. E, por mais que se busque a isenção, a meu ver, não é possível alcançá-la, exatamente porque qualquer fator externo - como afeição, espanto, pena, solidarização etc que possam vir a ocorrer com pesquisa ou vivência - vai pesar no momento da escrita, mesmo que sutilmente e modificar alguma opinião prévia sobre o fato. Você pode brincar de indiferença, mas é complicado colocar em prática quando se é a pessoa com os dedos no teclado.

Enfim, isso tudo é só uma tentativa de justificar um eventual (e quase certo) fracasso na profissão que escolhi . Eu não sei ser séria quando a situação exige, não consigo me adaptar a esse formato de receita de bolo e não me conformo com esse academicismo de boutique na moda. Eu sou gonzo. Ou só uma grande burra, que deveria mais de adaptar e guardar opinião pra mesa de bar.

Decidam e me contem depois.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 10:34 AM



Thursday, April 19, 2007

 
Todinha do bem.



Ai, Rio de Janeiro.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:28 AM



Tuesday, April 17, 2007

 
Wake me up, before you go-go.


Cansada. Demais. Sério mesmo, eu não sei se tenho trabalhado demais (o que é bem verdade) ou se tou doente (o que é uma possibilidade bem real), o fato é qu eeu não tenho mais vontade nem de sair da cama. E nem é depressão, tá, talvez um pouco de insatisafação, mas deprimida eu não tou. E é cansaço fisico mesmo. Não tou podendo nem sentar que já ensaio um cochilnho e acordar nunca foi tão pior do que já é. Inclusive fim de semana, que eu tenho passado naquela esquema "só troco de roupa se for sair, do contrário é pijamão".

E meu pulso tem doído demais. E minha cabeça. Na verdade, eu tenho me sentido constantemente como se tivesse acabado de ser atropelada por um desses rolos compresssores dentados. (Depois procuro foto). Preciso de férias. De dormir, terrivelmente.

Então, é essa explicaçã do sumiço, né. (k) me (t)
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:27 AM



Wednesday, April 11, 2007

 
Enquanto isso no Vasco x Botafogo. Ou ainda, o que é o tédio, não é mesmo, minha gente?

Porque um jogo com Galvão narrando e Noronha comentando sempre gera coisas boas.


"o time se abre pra encarar o Peru... digo, o Romário" - Noronha
Ato falho, alguém?

"já temos 7 minutos, 3 gols e o Romário ainda não tocou na bola" - Galvão

Ah, a sutileza galvaniana...

" ô Wright, eu vou discordar de você, mas espera passar esse lance pra eu continuar... *silêncio* então, não foi nada porque o jogador estava impedido" - Galvão

Narrar o lance? Pra quê?

"se deram a chance, ele faz, mas aí fica dificil" - Galvão

Oi? Q? Orkut como fas//?

"como se alguem metesse a mão pra tirar o gol do romário, como se alguém encaminhasse a bola pro gol pro baixinho não fazer" - Galvão

"a mão do destino roubou o gol do romário!" - Galvão

Misticismo puro, galvão. A gente quer que ele jogue tiöp pra sempre.

"6 gols e o Romário tocou na bola 2 vezes!" - Galvão

Adoro!

O árbitro em chamas, querendo super aparecer, expulsou o Tulio, porque ele disse que não foi falta e o juiz tava doido. Bons tempos de Junior Baiano que dizia que o juiz tava bêbedo e ninguém fazia nada. Aí, amanhã, é aquela comoção de entrevista pro árbitro, que vai ter os 15zão de fama dele.

Isso me lembra uma historinha (acho que do Lalau, mas posso estar louca. Como sempre.). Um árbitro tinha a mania de chegar no ouvidinho do jogador e perguntar se ele era viado; o cara se emputecia e ele expulsava. Babaca pra caraleo. Até um dia que ele meteu essa prum jogador mais malandro. Não se sabe o que o rapaz disse, mas, menine, o juiz saiu correndo atrás dele élo campo. Depois eu cato aqui em casa e publico na íntegra. Nóis aqui é copyleft mas credita, viu?

Expulsou um do Vasco. Compensação vibrations, vlws! Iiiiiiiiiiiiih, vista grossa para não uma, mas DUAS penalidades, freguesinha, na minha mão é mais barato, ein!

Três jogadores do bacalhau com caimbra. Tá faltando banana em São Januário, seu Eurico. Manda providenciar, viu?

Vai pros penaltis. E não foi hoje ainda que o Baixinho fez o mil, se aposentou e nos deixou com boas lembranças. O Wright super me explicou que penalti não conta pra artilharia, então até a próxima.

Na boua, eu achei a experiência de ver jogo sem sofrer boazona. Agora aparece Dona Lita. Ela devia estar em casa quebrado garrafa pras mandingas dela, saía o gol. A.P.O.S.T.O.

"ele tá ali, marcando encontro com uma bola" - Galvão

Ele não pára, né?

Curti a blusinha grená do Renato Gaúcho. E o Dunga tava bem vestido. Será que Gabriela abandonou a brincadeirinha de vestir papai? Ou tomou mesmo vergonha na cara. Acho que ele deveria manter esse vizú clean-basiquinho. De qualquer jeito, não entendi a camisa do Jorginho.

"ele [o Romário] tá comendo uma banana agora" - Eric Faria
"ééé, cálcio... quer dizer, potássio. Banana, água de côco, tudo isso é bom" - Galvão, totalmente gagá.

Ai, infartei.


18 minutos e naaaada de penalides. Amo jornalistas cariocas. Imprensa que eu gamo.

Começou. Botafogo converteu 2 e o vasco perdeu 1. ADORO.

Perdeu outro. Pra fora! Roberto Baggio vibrations, vlws! Amanhã vo trabalhar com a camisa do Milan, ein.

Valheu, Botafogo!

Merda, vasco converteu.

Vai Luciano Almeida. Soca tudo, garotão. TÁ LÁ. Chuuuuuuuuuuuuuuuuuupa, vacalhau.

Beijo, me liga, seu Eurico.

 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 11:04 PM



Tuesday, April 10, 2007

 
No cameras, please.

Parece que ultimamente, eu só falo de privacidade na infernerde, mas é um assunto que anda muito em voga. E eu fico passada com algumas justificativas para os efeitos da exposição exagerada. Muito mais porque a exposição é um ato que parte da própria pessoa do que pelos efeitos em si. É aquela coisa que mamãe ensina: não coloca o dedo na tomada que dá choque. Não expõe a figura na Medina que não vem maluco perturbar.

Óquei , vocês podem argumentar que, em termos, funciona assim; que tem maluco pra tudo; que o cerumano é naturalmente carente e cai em esparrela mole-mole-fácil-fácil. Eu creio e corroboro, mas quem se deixa levar por esse tipo de colóquio pra adormecer bovino, iria se enrolar internet ou não. Afinal, boa noite, Cinderella é do tempo em que andar pra frente era novidade, não é mesmo?

O ponto que todas as pessoas teimam em perder é o de que: só se expõe quem quer. É que nem você colocar uma roupa mega espalhafatosa; tatuar a cara inteira; pintar o cabelo de verde fosforecente ou tirar a roupa e agarrar o Bial ao vivo. Você começou a brincadeira; começou e agora agüenta as conseqüências. Porque ninguém precisa colocar nome, foto, endereço e telefone em lugar nenhum da internet. Especialmente nos Orkutês da vida.

Porque eu sou totalmente pró noção mundial.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 12:07 PM



Thursday, April 05, 2007

 
Don't believe the hype


Esse é o título de uma listinha interessantíssima de 21 fiascos tecnológicos publicada na Computer World . Rios de dinheiros em pesquisas, marketing e criação de prováveis avanços em diversos campos da vida moderna jogados fora devido a baixa usabilidade dos produtos ou a simples ausência de necessidade das aplicações figuram no simpático artigo.

Coisas, como a fita cassete digital, que prometiam ser a nova roda do mundo moderno e acabram indo para o Maravilhoso Mundo do Esquecimento porque foram suplantados por novas tecnologias ( Pierre Levy e seu dilúvio de informações mandam abraços); ou porque se tornaram técnicos demais (o caso das fitas cassetes digitais, que, hoje em dia, são muito mais usadas por profissionais do que por mim, você e aquele carinha ali, que queimamos CDs e usamos mp3 players com musiquinhas bacanas para viver com constante trilha sonora.); ou porque ficaram caros demais comparativamenteao que poderiam oferecer ( NetPC é um exemplo e tanto. Afinal, quem compraria um computador que só permitisse rápido acesso à internet quando poderia comprar um que viesse com todas as funções a preços muito mais convidativos?).

Em todo caso, vale a leitura. Nem que seja pra lembrar de como a gente era crédulo e caía em qualquer pataquada que viesse acompanhada pelas palavras "a última geração". Dream Cast e WebTV que o digam.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 1:24 PM



Wednesday, April 04, 2007

 
... and now, on with the show!

Peguei uma tendinite (porque eu pego tendinite, né? tiöp, que nem gripe) que me afastou de tudo, mas como vocês que me lêem são só meia dúzia e, evidentemente, têm mais o que fazer, nem notaram direito. Acontece e eu super nem fico chateada.


*****

O BBB acabou e eu não sei o que faço da vida. Acho que a solução é me mudar pra Argentina e afogar as mágoas em toneladas de alfajores. Porque, definitivamente, alfajor é a melhor coisa do mundo. Você pode me dizer qualquer coisa e eu COLO DINHEIRO como alfajor é melhor.

E se você mora em São Paulo, pode se jogar no Café Havanna e, além de pagar de esquerdista (ahn, ahn), você pode comer aqueles troços bons. Que eu aposto que superam tranqüilamente o milk shake de Rock 'n' ball do Joe&Leo's, que foi a melhor coisa da semana passada (mas só porque eu estava sem nenhum alfajor por perto, fato).

*****

E esse lance do "caos aéreo", ein. Eu acho que eles estão certos em reivindicarem condições humanas de trabalho. Porque é bem nessas que eles estão, né? Turnos sem noção e pouco retorno. E pencas de responsabilidade, porque veja bem , amizade, eles tomam de conta da vida de todas as pessoas dentro de aviõeszinhos pelae. Certos de quererem o rááááipe em melhores condições de trabalho. Vai dizer que você não quereria, né? Tá bom.

*****

300. Vá. Ver. Não, eu não sou culta. Foda-se, né?

*****

Roma acabou e eu tou enrolando pra ver o último episódio. Porque eu faço dessas coisas, tiöp quando o livro tá acabando e eu gostei pacash, fico poupando as páginas pra durar mais, sei lá. maluquice minha, que como alfajor em mordidinhas pequeninas. tenho essa mania de prolongar pequenos prazeres, acontece. Mas o foco aqui é Roma. Melhor. Série. Evah. E acabou e eu estou deprê, porque não sei como se vive sem Titus Pullo e Lucius Vorenus e Marco Antonio. Acho que até da Otária eu vou sentir falta.

Pra quê nego faz isso? É pra me tirar depois, né? (N).

*****

Meanwhile, tou ensaiando uma volta ao MMORpg. World of Warcraft só não é melhor porque não tem a jogabilidade do Diablo. Pronto, falei. Mas é foda ein. F.O.D.A.Ç.O.
 

Greta Garbo, quem diria, foi parar no Irajá as 10:49 AM